Quarta-feira, 2 de Julho de 2008

Geoparque da Serra da Freita uma viagem virtual ao real mundo das trilobites

Já na ponta final deste blog e com o cheiro de férias de Verão a chegar e  aproveitando a referência da National Geographic, passo publicidade,  a este parque, resolvi, também eu referi-lo aqui como uma mais valia em termos de visitas de estudo.

Para além das fantásticas pedras parideiras, únicas em todo mundo e que de certa forma foram durante muito tempo o ex-libris da Serra da Freita e de toda aquela zona, existe uma variedade imensa de atracções, que poderão fazer a delicia de qualquer miudagem.

Já imaginou pôr os miúdos a "partir pedra"? Aqui é possível, basta dirigir-se ao Centro de Interpretação Geológica de Canelas e ir munido do respectivo martelo, e não imaginam as "coisas" que se descobrem quando partimos correctamente pedras nesta zona. Evidentemente que estas "coisas", são fósseis, na sua maioria das famosas trilobites, mas que alguns casos fantasticamente preservados. Não esquecer que tudo que é descoberto terá que ser visto pelos responsáveis antes de sair do parque.

Será difícil acreditar que toda aquela zona já foi fundo do oceano, acerca de 465 milhões de anos atrás e que aqui terão habitados alguns dos seres mais primitivos da Terra, no entanto a quantidade de achados fósseis e a magnitude dos mesmos, não deixam margem para duvidas. E se calhar não sabem que a maioria das trilobites que vêm por esses museus fora vieram de lá. Alias o museu do Parque tem um grande e valiosa quantidade de fósseis.

Mas a Serra da Freita tem muita mais para oferecer, a Frecha da Mizarela, com a sua impressionante queda de água de 70 metros, um fojo e tanques romanos de lavagem, galerias antigas que testemunham não só a corrida ao volfrâmio na 2ª Grande Guerra, mas outras corridas ao ouro e outros minérios, bem mais antigos, etc.

Mas como não se vive só de "pedras", a gastronomia local, com a sua posta a arouquense, a sua doçaria conventual entre outras coisas, também tornam este local privilegiado.

Por tudo isto, surge agora uma candidatura a geoparque da UNESCO, como forma de preservar os seus 35 geossítios e dar a conhecer ao mundo esta zona única.

estado de espirito:

publicado por Mada às 11:13
link do post | comentar | favorito

.mais sobre mim

.arquivos

.posts recentes

. Reflexão Final

. Geoparque da Serra da Fr...

. "Riscos na internet" Powe...

. Windows Movie Maker

. Polimeros e Reciclagem - ...

. A Minha Participação em ...

. Projectos nacionais de in...

. Algumas regras para pais,...

. Os inavsores e como prote...

. Segurança e riscos da int...

.pesquisar

 

.arquivos

.subscrever feeds